Colunas
 

Confidencial
 
20.01
Confidencial
Agora é trabalho

Depois de muitas reuniões, debates acalorados e explicações, a Prefeitura de Caruaru conseguiu aprovar o projeto de lei que autoriza o Governo Municipal a contrair empréstimo no valor de R$ 83 milhões. A verba será investida em obras de infraestrutura, como a construção do novo matadouro, Via Parque (cortando toda linha férrea), calçamento em mais de 100 ruas, além de vários quilômetros de saneamento e conclusão de canais que cortam a cidade.


Votoram sim

Alysson da Farmácia (PPS), Bruno Lambreta (PDT), Cecílio Pedro (PDT), Duda do Vassoural (PRTB), Edjaílson da CaruForró (PRTB), Fagner Fernandes (PTdoB), Galego de Lajes (PSD), Heleno Oscar (PEN), Ítalo Henrique (PSD), Leonardo Chaves (PSD), Lula Torres (PDT), Presbítero Andrey Gouveia (PRP), Pierson Leite (PSD), Ranílson Enfermeiro (PDT), Ricardo Liberato (PDT), Rozael Divinópolis (PRTB), Tafarel (PRTB) e Zezé Parteira (PV).


Votos contra

Votaram contra o líder da oposição, Alberes Lopes (PRP), bem como Daniel Finizola (PT), Marcelo Gomes (PSB) e Sérgio Siqueira (PTdoB). O detalhe é que o projeto foi aprovado com voto favorável de alguns membros contrários à gestão municipal, como citamos na nota acima. São eles: Galego de Lajes, Zezé e Cecílio Pedro.


Articulação

Alguns vereadores que haviam votado contra na primeira vez que o projeto do empréstimo foi apresentado, em dezembro passado, mudaram de voto. A justificativa foi o detalhamento da matéria e as explicações da Superintendência da Caixa Econômica, que esteve reunida várias vezes com os vereadores, inclusive no dia da votação.


Muito trabalho

A votação estava marcada para ocorrer às 10h, mas aconteceu após as 13h, e depois de muito debate e de longas reuniões entre as comissões de Finanças, Obras e Legislação. Secretários também foram tirar dúvidas dos vereadores. "Raquel mostrou poder de articulação ao chamar a sociedade organizada para debater também esse empréstimo. É bom para cidade e alguns edis não tinham como votar contra", disse o analista político, Arnaldo Dantas.


Galego de Lajes

Em seu discurso, Galego de Lajes afirmou que tinha votado contra porque chegaram 12 projetos e ele não tinha como analisá-los de forma tão rápida. "Estive em várias reuniões, inclusive na Superintendência da Caixa. Também estive com a prefeita e secretário conhecendo alguns projetos. Agora posso votar pela aprovação e saber justificar ao meu eleitor. Não poderia negar R$ 83 milhões a Caruaru", disse Galego.


Julgamento Lula

Na próxima quarta-feira (24), o ex-presidente Lula (PT) será julgado em segunda instância, em processo onde é acusado de receber apartamento como vantagem de uma construtora. A decisão está mobilizando o país, porque, em caso de condenação, ele poderá parar na cadeia após trâmite de alguns recursos. É que no entendimento do STF, condenado em segunda instância já deve cumprir sua pena em regime fechado.


Gás vai subir a cada três meses

Uma decisão política do Governo Federal mudou a forma de reajustar o preço do gás de cozinha. É que a política adotada pelo governo de Temer estava prejudicando a população, pois a base era o cenário internacional, com o produto chegando a ser reajustado três vezes em uma semana. Em 2017, o aumento do gás de cozinha foi de 67,8%.


Lózio na briga

O ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lózio, que está licenciado do MDB, pode disputar o Governo do Estado pela Rede. Adversário dos Coelho na terra sertaneja, ele também não morre de amores pelo governador Paulo Câmara que, durante sua gestão, pouco ajudou.


Proteção Animal

Na sexta-feira (12), a prefeita Raquel Lyra sancionou o Código Municipal de Proteção Animal, projeto de lei de autoria do vereador Fagner Fernandes. A propositura, que agora passa a vigorar em âmbito municipal, foi construída juntamente com os protetores de animais, da União em Defesa e Respeito aos Animais (Uderva) e da sociedade civil, por meio das colocações que foram pontuadas durante a primeira audiência pública sobre bem-estar animal, realizada no último mês de maio.

 
 
 
publicidade