Notícias
 
Regional
 
05/01/2013
Fiat anuncia instalação de Fábrica de Motores
 
A indústria da Fiat deve começar a operar em Goiana no ano de 2015, depois do início do funcionamento da fábrica de automóveis

Na última semana de dezembro, o governador Eduardo Campos e o presidente da Fiat/Chrysler América Latina, Cledorvino Belini, anunciaram a instalação de uma fábrica de motores na cidade de Goiana. A nova planta, que será construída na cidade, está orçada em R$ 500 milhões, gerando mais de 550 postos de trabalho.

Com área total de 50 mil metros quadrados e capacidade de produção de 150 mil unidades por ano de uma nova série de motores de última geração, a cidade consolida a posição de polo automotivo do Nordeste.
"A fábrica vai marcar a história da indústria pernambucana e aponta para tudo que precisamos em 2013: mais e mais decisões como essa que vão animar a economia para ganharmos o ano com mais investimentos", disse o governador Eduardo Campos, na solenidade de anúncio do investimento.

Para o presidente da marca, o ato representa "a boa nova'' de inclusão de uma moderna fábrica de motores que a Fiat implanta no polo automotivo de Goiana, Mata Norte de Pernambuco. ‘‘Estamos dando em conjunto passos importantes no processo de reindustrialização do Estado, adensando a cadeia produtiva regional", afirmou Belini. A fábrica deve começar a operar no ano de 2015, depois do início do funcionamento da fábrica de automóveis.

Com o anúncio, o total de investimento da montadora em Pernambuco chega a R$ 6,7 bilhões. São R$ 4 bilhões da primeira planta, R$ 2,2 bilhões em desenvolvimento de novos produtos e pesquisa, e R$ 500 milhões da fábrica de motores. "Serão equipamentos de nova geração ainda não existentes no mundo e que atenderão as exigências de eficiência energética previstas", explicou Cledorvino Belini.

Além de recursos próprios, a Fiat é financiada por distintas instituições e fontes, como o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Banco do Brasil/FDNE (Sudene), Banco do Nordeste do Brasil/FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste). Participaram da solenidade o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, o vice-governador João Lyra Neto, o senador Armando Monteiro Neto, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, secretários e deputados estaduais.

 
 
 
 
publicidade