Notícias
 
Política
 
13/05/2017
Montagem do São João é esclarecida pela PMC
 

Segundo Raquel, com as determinações do TCE, não teria tempo hábil para se realizar um novo processo licitatório

Wagner Gil

Na manhã da última quinta-feira (11), a prefeita Raquel Lyra (PSDB), convocou entrevista coletiva para informar que o processo de contratação para montagem do São João 2017 seria feito de forma direta, já que o TCE havia estipulado um prazo de oito dias para a publicação de um novo edital. Segundo ela, com as determinações do TCE, não haveria tempo hábil para realizar um novo processo licitatório e levantar a estrutura no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga e no Alto do Moura. "Faremos uma situação emergencial para garantir que a nossa maior festa seja realizada. A lei permite isso e pela questão do tempo tivemos que agir assim", pontuou.

A coletiva foi realizada no Centro Administrativo da PMC, no Centro, e contou com a presença dos vereadores Leonardo Chaves (PDT), Bruno Lambreta (PP), Heleno Oscar (PEN), Edmilson do Salgado (PC do B), o presidente da Câmara, Lula Torres (PDT), além de praticamente todos os secretários municipais, entre eles, João Melo Neto (Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa), Perpétua Dantas (Mulher), Lúcio Omena (Fundação de Cultura), além do vice-prefeito, Rodrigo Pinheiro.

Raquel informou que apesar da contratação ser de forma direta, o custo será menor se comparado ao ano passado. "Estamos praticando uma política de redução de custos, mas sem que nossa maior festa perca em qualidade e transparência", disse a gestora. "Cumprimos duas etapas do que o Ministério Público e esbarramos nesta última. Então, a solução foi essa que a legislação permite. Vamos fazer uma grande festa garantindo a geração de empregos e renda", completou a prefeita.

O vice-presidente da Fundação de Cultura, Leonardo Salazar, destacou o processo de transparência e profissionalização que a festa está ganhando. "Vamos conseguir fazer uma festa maior, empregando menos recursos. Este ano, todo processo desde a contratação dos artistas foi dentro da Lei. Tivemos mais de 600 propostas de artistas locais no edital deste ano", explicou Salazar.

O vice-prefeito Rodrigo Pinheiro destacou a importância de se cumprir a legislação e ao mesmo tempo garantir a realização da festa. "Foram várias etapas cumpridas e acompanhadas por diversos órgãos, incluindo o MP. No final, paramos nessa do TCE e não daria tempo para fazer um novo edital e iniciar a montagem da festa dentro do prazo. O São João de Caruaru começa no dia 3 de junho e será uma grande festa, valorizando os recursos públicos e os artistas regionais", disse Pinheiro. O vereador Leonardo Chaves, também comemorou. "Agindo com responsabilidade e transparência, a prefeita vai garantir o nosso São João''.

 
 
 
 
publicidade